Ícone Taquara realiza peça que visa combater a intolerância e promover a igualdade

Ícone Taquara realiza peça que visa combater a intolerância e promover a igualdade

No dia 28 de setembro de 2019, o Ícone Colégio e Curso Taquara, em parceria com o Palco Literário, promoveu o grande espetáculo Amizade, a partir da interpretação do conto de Mia Couto: “O embondeiro que sonhava pássaros” e textos feitos pelos próprios alunos. A obra “Amizade” revela a importância do ser humano não se colocar de forma egoísta no mundo. Ao contrário, aquele que encontra um amigo verdadeiro encontra também um tesouro o qual é de extrema relevância para o conviver em sociedade e superar as diferenças.

O evento que ocorre anualmente consiste em reunir numa obra literária os textos produzidos pelos próprios alunos, também contando com um espetáculo musical e teatral e a apresentação da estimada Banda Ícone (professores e alunos). Em 2019, o tema a amizade e a importância de não nos posicionarmos como autossuficientes.

Através dessa obra e de toda forma literária e poética que os alunos se expressam, eles se inspiram em grandes mestres da literatura mundial. É dessa maneira que os jovens escritores do 6° ano do ensino fundamental ao 3° ano do ensino médio do Ícone Colégio e Curso Taquara se mostram capazes de emocionar os leitores e os telespectadores que buscam sensibilidade escondida dentro de uma verdadeira amizade, a fim de aquecer o coração e alimentar a alma com afeto, amparo, carinho e calor, pois nenhum ser humano nasceu para ser sozinho e autossuficiente.

Gabriela Freitas, estudante do 2º ano do ensino médio, fez parte do elenco e afirma: “Foi uma experiencia única, porque, além de unir os alunos, é algo para vida. É possível aprender a conviver com outras pessoas, outras mentes, passa a entender o outro, a abrir os olhos. Me aproximou mais dos meus amigos e além disso fala sobre a amizade, amor e perdão”.

A peça teatral conta a história de uma passarinheira que vivia descalça, sorrindo para o céu. A aparência dela não seguia os padrões e ela curiosamente vendia pássaros em gaiolas largas, com portas abertas e os pássaros poderiam sair a hora que quisessem, dizia ela ser essa a intenção, até porque de que adianta ter asas e não voar? Aquele que quisesse ficar, ficaria, pois a verdadeira amizade não prende, pelo contrário, liberta. Com isso, a passarinheira era tida como uma péssima influência para os jovens, que poderiam cruzar o caminho dela. Em um determinado momento da peça, a criança Lia se aproxima da passarinheira e decide largar seus sapatos, seus “bons costumes” e ir atrás dos seus sonhos.

Todas as crianças estavam cada vez mais encantadas, querendo sonhar e sentir o valor da verdadeira amizade. O fim da peça poderia ser trágico, mas não é essa a mensagem que a história quis passar. Neste tempo, em que o egoísmo e a intolerância se tornam cada vez mais presentes, a mensagem que todos os alunos, professores e diretor transmitiram é que nós, seres humanos, necessitamos desse contato com o outro. A amizade é um dom que se manifesta através do outro e gera impacto importante na nossa convivência em sociedade e nosso desenvolvimento social. Quem nunca teve uma amizade que marcou para sempre?

Segundo o diretor Fernando Venancio, “Nós realizamos um evento dessa grandeza justamente por acreditar nas boas consequências. O Ícone acredita que o espetáculo como esse pode sim ajudar o indivíduo a refletir sobre sua existência, sobre sua vida e, a partir dessa reflexão, mudar de comportamento, produzir um mundo melhor”.

Para Priscila Lessa, idealizadora do palco literário, responsável pelo roteiro e direção do espetáculo, “É importante esses jovens tão engajados. Me emocionei diversas vezes, porque são diversos jovens se empenhando em uma peça com um tema como esse. Pode-se observar que o diferente não é ruim, pelo contrário, acrescenta. É pensar nas diferenças como uma soma. Amizade nada mais é do que o cuidado com o outro e é muito interessante como eles se entregam e se dedicam ao espetáculo e entendem a mensagem que a peça passa”.

O amigo verdadeiro ama a alma e não necessariamente o que o outro faz. A mensagem que a peça passa é essa: ame seu amigo pelo o que ele é e não pelo o que ele faz, ame além, olhe e busque o que ninguém veria. Ame, simplesmente por amar, cuidar e valorizar. O amor liberta e a amizade é um caminho para essa libertação. Juntos, somos capazes de fazer a mudança de que o mundo precisa, juntos, com respeito, igualdade e solidariedade, conseguiremos derrubar as barreiras do preconceito, da intolerância e da injustiça.

 

Confira o álbum de fotos do espetáculo em https://bit.ly/2nCHhk9