fbpx

Além disso, os funcionários da escola, professores e coordenadores do projeto também puderam dar aquela mensagem de incentivo nesse momento tão importante para nossos alunos.

 

Marcelo Corrêa, diretor do Ícone, afirma estar muito satisfeito com o projeto e aconselha os alunos. “Estamos juntos, pois eu acredito muito nesta turma. Vocês precisam saber que são capazes. No momento em que você faz a prova acreditando, sabendo que é capaz e sabendo que pode, a sua nota vai lá em cima. A gente tem a certeza que o trabalho foi bem feito, mas, na hora da prova, é você com você mesmo. É preciso acreditar que é possível!”, incentiva Marcelo Corrêa.

 

Durante a palestra, os alunos entenderam que a UERJ vai muito além do curso que irão escolher. Existe um tripé: ensino, pesquisa e extensão, que representa a universidade. O ensino nos cursos de diferentes áreas, as pesquisas nas áreas de saúde, educação, entre outras e, por fim, a extensão, que são projetos voltados para as comunidades.

 

Lorena Bonomo contou um pouco sobre sua trajetória profissional, sobre o potencial da UERJ, o movimento de resistência e sua importância social. “A universidade pública não é somente uma sala de aula. Ela me trouxe muitas coisas: conhecer pessoas diferentes, aprender lições para a vida, ter uma perspectiva de transformação e a mudança de olhar para o mundo. Para mim, desistir não é uma possibilidade. É preciso lutar sempre”, argumenta a professora.

 

Para a professora, o bate papo é uma relevante via de mão dupla. “Essa conversa é um encontro de diferentes histórias, que é importante tanto para eles, quanto para mim. Nesse momento, eles estão ansiosos e agora já irão ingressar na universidade com algum conhecimento sobre ela. E para mim é essencial esse encontro, pois a função da universidade é estar nas escolas, já que esse contato a renova”, completa Lorena Bonomo.

 

E que venha a segunda etapa do Projeto UERJ-Enem. Boa sorte a todos!

 

Confira as fotos do evento na página oficial do Facebook: http://bit.ly/2uXxjYe.